cabinet golden spider

Um quebra-cabeças existe antes de imaginado? Não será que as peças apenas chegam a se encaixar (eventualmente com entalhe complementar exato) depois que já prefiguramos um plano do todo e saímos à caça de vestígios e fragmentos que ajudem a corroborar aquela visão antecipatória?

É que agora, a todo momento, revendo documentos, depoimentos, registros dispersos, já examinados e analisados em inúmeras outras ocasiões e nunca relacionados ou atribuído maior relevo, a todo momento descubro vínculos necessários, compromissos evidentes, inequívocas correspondências. Já estavam ali desde antes? Que magia será que faz, ao manter cozinhando sobre a escrivaninha por tanto tempo essa mistura de traços e arquivos, súbito ir se precipitando, ou sobrenadando, grumos de teias antes invisíveis?

E, paradoxalmente, não me sinto discordante nem descumpridor do espírito do ensinamento de um Eurico Santos (embora o expresse sob a aura de um positivismo que sem dúvida já não compartilho) quando admoesta ao jovem naturalista:

“Devemos procurar sempre, rigorosamente, a verdade onde ela esteja, pois em assuntos de ciências naturais precisamos reprimir com veemência a imaginação — essa aranha dourada que tece, no silencio dos gabinetes, pontos de seda entre a realidade e a fantasia”. (Pássaros do Brasil, p79)

Anúncios
Published in: on 12/03/2009 at 14:43  Deixe um comentário  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: